Manifesto Ecossocialista de Pernambuco

A sociedade mundial conjuga hoje um conjunto de crises que pode nos levar a pensar mesmo numa crise de civilização. Crise social: cerca de 1 bilhão de seres humanos passam fome hoje no mundo e o narcotráfico e a insegurança pública são um problema grave em praticamente todos os grandes centros do planeta. Crise econômica: experiências liberais ortodoxas e de modelos mistos, como estados sociais, ao longo do século 20, mostraram seu caráter estruturalmente excludente, incapazes de proporcionar um mínimo de dignidade humana ao conjunto da população mundial.

Mais

Contatos MESPE

e-Mail: mespe2011@gmail.com

            mespe2011@yahoo.com

Twitter: mespe2011

Facebook: facebook.com/mespe2011

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Fórum

Sitio outeiros de maracaipe

Iniciado por Carlos Jose da silva 25 Out, 2013.

TERMELÉTRICA FOI DESTAQUE NO DESFILE DO GALO

Iniciado por José Luiz Sobrinho 18 Fev, 2012.

Galo manifesta 2012! Manifestação contra nuclear e termelétrica! 4 respostas 

Iniciado por Movimento Ecossocialista de PE. Última resposta de José Luiz Sobrinho 18 Fev, 2012.

A HISTÓRIA SE REPETE

Iniciado por ANTONIO RODRIGUES CAVALCANTE 9 Out, 2011.

Contato no RJ ou S.Paulo 2 respostas 

Iniciado por Arlindo M. Esteves Rodrigues. Última resposta de Arlindo M. Esteves Rodrigues 29 Jun, 2011.

Badge

Carregando...
 

Mensagens de blog

DESSERVIÇO QUE COMPROMETE TODAS AS LUTAS

Desserviço que compromete todas as lutas

 Leal de Campos* 

Em face de uma série de equívocos e da persistente incapacidade de apreender os significados dos tempos atuais, as esquerdas reformistas se satisfizeram, e ainda se satisfazem, com a volta do populismo pós-ditaduras na América Latina, como se isso fosse, de fato, um grande e significativo avanço político.

E nessa mesma direção, ainda insistem em controlar e aparelhar sindicatos e centrais, uniões e associações estudantis, bem como movimentos sociais, enquanto resistem aceitar novas formas de organização pela base, de caráter plural, inclusive, trazendo de volta a ideia de "governos progressistas". Isto é, uma flagrante repetição de situações que se deram em contextos distintos de épocas passadas, travando e engessando muitas lutas.

É, portanto, a redução (pura e simples) da luta de classes a "um inimigo que vem de…

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 20 dezembro 2016 às 21:30

ADEUS, JEAN PIERRE LEROY

Adeus, Jean Pierre Leroy

Que sejamos capazes de dar continuidade à reflexão, à produção e às lutas de um dos grandes socioambientalistas do nosso tempo, que hoje nos deixou

Um lutador exemplar

Adeus, Jean Pierre Leroy

Que sejamos capazes de dar continuidade à reflexão, à produção e às lutas de um dos grandes socioambientalistas do nosso tempo, que hoje nos deixou

 jean-pierre-leroy

Foto: divulgação Fiocruz

Fundação Rosa Luxemburgo

Nesta quinta-feira, 10 de novembro, faleceu o filósofo e educador Jean Pierre Leroy, um dos grandes entre os defensores dos territórios do país e de seus povos. Há tempos vinha lutando contra o câncer, mas até os últimos dias seguiu contribuindo para a reflexão sobre caminhos possíveis para outros mundos possíveis como assessor da …

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 12 novembro 2016 às 22:13

SUAPE NÃO RIMA COM VIDA

Aos 85 anos, morre, nesta quinta-feira (20 de outubro), Luis Abílio da Silva, pescador e agricultor expulso de seu território por Suape.

Os laudos médicos não acusarão, mas o que matou Luís Abílio da Silva, 85 anos, foi o desgosto e o sofrimento de ter sido arrancado de sua terra, uma peleja que durou quase 5 anos. Esse mal, que vem acometendo inúmeras famílias moradoras das terras que Suape hoje reivindica, fez de seu Abílio uma vítima fatal.

Seu Abílio era pescador. Além da pesca que praticava no mangue, vivia da agricultura de subsistência e da coleta de frutas no seu sítio de 10 hectares, localizado no Engenho Tiriri, Cabo de Santo Agostinho. Com seu Abílio, moravam sua esposa (Maria Luiza da Silva), seus filhos e 18…

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 23 outubro 2016 às 8:00

FUKUSHIMA: PARA NÃO ESQUECER

Para não esquecer: 11 de março, 5 anos Fukushima

Publicado em 10 DE março 2016 - EcoDebate,

Usina de Fukushima, após o desastre nuclear – Em 11 de março de 2011, o mundo soube da tragédia de Fukushima: um fortíssimo terremoto e um tsunami de grandes proporções, a que se seguiu a explosão de uma usina nuclear com todas as consequências de um acidente nuclear: a difusão de radioatividade, que permanecerá ativa durante anos, ameaçando muitas gerações. Foto: DW

 

2016: Cinco Anos Fukushima e 30 anos Chernobyl

O International Uranium Film Festival é o mais completo festival de cinema da Era Nuclear em todo o mundo,…

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 12 março 2016 às 10:06

DESAFIOS SOCIOAMBIENTAIS DE PARQUES EÓLICOS

Seminário Parques Eólicos e os Impactos Socioambientais

Seminário sobre Energia Eólica realizado em Brejo da Madre de Deus, 10.11.2015

No dia 10 de Novembro de 2015 foi realizado no Auditório Centro da Cidadania do Sindicato dos Trabalhadores Rurais o "Seminário Parques Eólicos e os Impactos Socioambientais".

Realização: Articulação Estadual sobre…

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 23 fevereiro 2016 às 7:29

CIÊNCIA ESTÁ "DESLOCADA" DAS DECISÕES DO GOVERNO

Ciência está 'deslocada' das decisões do governo sobre mudanças
climáticas no Brasil


Adital

ISA

Em entrevista ao ISA [Institutod Socioambiental], o pesquisador e professor da USP [Universidade de São Paulo] Paulo Artaxo, um dos maiores especialistas em mudanças climáticas no Brasil, pede maior aproximação do governo em relação…

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 10 setembro 2015 às 16:11

ALEMANHA FECHA USINA NUCLEAR

Alemanha fecha a mais antiga usina nuclear e mantém meta de blecaute nuclear total no país até 2022

Publicado no Portal EcoDebate, 29/06/2015

radiação

 

A central atômica de Grafenrheinfeld, a mais antiga em funcionamento na Alemanha, encerrará definitivamente neste sábado sua atividade, dentro do plano desenhado pelo governo após a catástrofe da usina japonesa de Fukushima e que fixa para 2022 o blecaute nuclear total no país. 

Grafenrheinfeld, administrada por E.ON, estava em funcionamento há 33 anos e é a primeira central a fechar na segunda fase desta estratégia energética, aprovada em 2011 pela chanceler alemã, Angela Merkel, após ratificar o compromisso adquirido uma década antes por seu antecessor, o social-democrata Gerhard…

Continuar

Postado por Movimento Ecossocialista de PE em 29 junho 2015 às 17:18

 
 
 

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Destaques


Redes Sociais

Movimento Ecossocialista de Pernambuco

Cria o teu cartão de visita

Aniversários

Aniversários de Amanhã

Membros

e-Mespe

Adquira nossos produtos e sinta-se mais integrado com o nosso Movimento.

© 2017   Criado por Movimento Ecossocialista de PE.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço